Madani

Notas de “O Livro dos Segredos” de Farid Attar

Por Jamal al-Murb Gnosiya

sexta-feira 17 de Setembro de 2010

O primeiro Um, que não tem início. O Um último, que não tem fim.

Único aparente – oculto em sua manifestação. Único oculto – mais manifesto que a luz.

Jamais sua Majestade teve princípio. Seu reino carece de limites e de fim.

Um Deus que se conhece a Si mesmo.

Ninguém possui indício do que Ele é na realidade, pois Ele é e não é.

Se um dia nossa alma ingressar na Via, não poderá alcançar sua essência incondicionada...

Invoca ao Uno, deseja o Uno, busca o Uno. Vê o Uno, conhece o Uno e afirma o que é o Uno.

No começo, ou ao final, é somente um.

Em cada átomo vejo Tua presença... Tu és o Kosmos inteiro.

O mundo está cheio de Teu nome.... Que sua luz seja exaltada.

Limitar-se à Unidade é negar as causas segundas. Nesta Unidade, por que buscar a união?

O que se vai deste mundo não conhece o segredo. Foi também selado seu segredo manifesto –ninguém encontra o fio que conduz até sua origem.

Só a Verdade (al-haqq) é digna.

O Pleroma Supremo não cessa de maravilhar-se da teofania (de Allah).

Se teu olho se abrir ao sol do universo, na tua frente se abrirá a porta do mar da alma.

Estuda teu interior, conhece-te a ti mesmo. Coloca-te em marcha, pois “se a ti mesmo conheces, conheces a teu Senhor”.

Quando o ser penetra o coração dos segredos se alimenta da sabedoria do Amor.

Mergulha na busca dos segredos. Todo átomo aparecerá na Via como luz das luzes.

Do véu dos segredos surgirá um longo caminho cujo final não se vê...

Ilumina a tocha da alma com a Luz do Amor. Do bem-amado aprende o hino do amor.

Como Davi, canta os versos dos Extraviados.

Para os corações exaltados canta teus salmos de amor. Com palavras de amor faz uma litania.

Quando o amor aparece, ele cega a razão. Dos dois mundos a razão só vê o aparente. O amor só vê o Amado. A razão é a moeda deste mundo inferior. O amor é o elixir da vida.

O amor e o coração são dois espelhos que se olham desde sempre. Entre ambos há um véu –quando o véu é retirado só há um (e não dois).

O sol é uma mônada... Do sol do amor o universo é a sombra.

A perfeição do gnóstico se realiza na extinção (fana).

Para os amantes a perfeição é ebriedade. Para os profetas é a morada que não tem lugar. Buscá-la é a perfeição desta via. O coração do sábio conhece este segredo.

Sua vontade é suprema, pois não há causa anterior a Ele.

Tua condição de homem é um engano da imaginação.

Elege como eu a pobreza.

Na alma há um desejo ardente do Amigo.

Se a tua alma se libera da forma, os dois mundos não serão mais um véu para ti – verás os dois mundos de uma só vez.

O que não renuncia aos dois mundos, não será confidente no Coro da União.

Nesta via perdestes a ti mesmo.

Teu coração é o lugar da unificação e um lugar altíssimo para a Verdade.

Teu coração é um Templo.

Caso morras sem o ‘eu’ és puro se te sepultarem ou cremarem...


Página de abertura do sítio | Contacto | Planta do sítio | | Estatísticas do sítio | Visitantes : 149 / 1638149

Acompanhar a actividade do sítio pt  Acompanhar a actividade do sítio Biblioteca  Acompanhar a actividade do sítio Ditados   ?


  Tél: Zaouïa Madaniyya en FRANCE
Paris: +33 6 77 83 52 99   Lyon: +33 6 95 42 30 93
Grenoble: +33 6 63 12 78 30   Le Havre +33 6 13 95 21 24
Tél: Zaouïa Madaniyya en TUNISIE:
Tunis: +216 22 55 74 30

Creative Commons License

الزوار المتصلون حالياً: 7

الزوار المتصلون حالياً: 7