Madani

Madani

A tariqa Madaniya é ligada com a tradição profética através de uma cadeia de transmissão de catorze séculos, passando por Junaid (da escola de Bagdá), Ibn Masarra e a escola de Almeria (Espanha), Abu Madyan (Espanha/Marrocos), Ibn Mashish e Abu al-Shadhili (que recebeu esse nome na Tunísia, onde fundou a tariqa Shadhiliya). Por meio dos discípulos de al-Shadhili (al-Mursi, al-Iskandari), esta linhagem (silsila) se difundiu pelo norte da África. No início do séc. XIX, a tradição Shadhiliya foi revigorada e renovada pelo sheik al-Darqawi (no Marrocos) e por seus discípulos, entre os quais sheik Muhammad al-Buzidi – que foi o fluxo para Ahmed ibn Ajiba (Marrocos) e para Ahmed al-Alawi (na Argélia).

Artigos mais recentes


Artigos mais recentes


Notas de Louis Massignon sobre Hallaj

(tradução de Jamal al-Murb)
domingo 8 de Janeiro de 2017
[Passagens do texto “Vida de Hallaj”, publicado em 1962 na reedição da obra ”La Pasión de Husain ibn Mansur Hallaj”, de 1922] Hallaj foi condenado a morte em Bagdá no ano 922. E permaneceu como um herói lendário. A ampla difusão dos grandes poemas persas formam magnificamente sua (...)


Fragmentos de Farid Attar

(tradução de Jamal al-Murb)
domingo 8 de Janeiro de 2017
[Trechos do cap. 13 da obra “O Livro dos segredos”] Na busca toda uma vida passou Neste mar naveguei muito... Todos já foram guias ou seguidores Ninguém conhece o segredo divino Cativos somos... Conhece (...)


O Caminho do Peregrino em Nejmedin Kubra

(tradução de Jamal al-Murb)
domingo 8 de Janeiro de 2017
[Fragmentos dos cap. 1-3 do livro “Fawatih al-jamal wa-fawatih al-jalal” / Manifestações da Beleza e Aromas da Majestade] Deverás saber que Allah é o objeto de qualquer aspiração, e que o aspirante é uma luz que provém Dele. Cada ser humano tem um Espírito que procede Dele. Mas sem (...)


As três categorias de “caminhantes”

(trad. I.B. e revisão de Jamal al-Murb)
quinta-feira 16 de Junho de 2011 por Jamal al-Murb
Sheikh Muhammad al-Madanī (m. 1959) divide os homens que se dirigem a Allah em três categorias claramente distintas. a) As pessoas de bênção: são os fiéis que se consagram inteiramente aos atos de adoração (‘ibādāt), sem muita preocupação em alcançar o Conhecimento de Allah. b) As pessoas da esquerda: (...)


A Vida dos Sufis

Adda Bentounès
segunda-feira 25 de Abril de 2011 por Jamal al-Murb
Na vida, cada um se organiza à sua vontade. Alguns têm uma vida de reis, outros, de comerciantes, de estudantes ou intelectuais. Existe também a vida dos sufis. Cada sufi é limpo, tanto em seu corpo como em seu coração. Talvez ele não tenha uma veste bonita, mas sempre ele é limpo, apesar (...)


A Pureza do Coração

Adda Bentounès
domingo 17 de Abril de 2011 por Jamal al-Murb
Não sejam como aqueles que se debatem inutilmente em tagarelices, criticam seus próprios irmãos e fazem guerra contra tudo que os desagrada, como dom Quixote que combate contra os moinhos de vento de sua imaginação. Vejamos o que nós mesmos podemos fazer na via do bem e não nos (...)


Al-Wird

tradução de I.Borges e revisão de Jamal al-Murb
domingo 10 de Abril de 2011 por Jamal al-Murb
Em árabe clássico, o termo “wird” significa a chegada à água para beber. Ele designa também o bebedor e a quantidade de água que sacia a sede do peregrino. Por extensão semântica, esse termo significa a parte do Corão (ou de outras invocações) que nos é dada como tarefa de leitura. Se (...)


Máximas do Sheikh Muhammad al-Madani

tradução de I.Borges e revisão de Jamal al-Murb
segunda-feira 13 de Dezembro de 2010 por Jamal al-Murb
المحتويات O Nome SupremoA arte do Sufismo (tasawwuf)EsperançaEstações espirituaisSinceridadeTapete da RealizaçãoCoração SadioInício e FimDiscípulosOlhar Hikam [máximas] é o plural irregular de hikma [4] , termo que designa, em árabe clássico, dois significados: de um lado, significa a mensagem em sentenças, (...)


Al-Hallaj e o Amor divino

tradução de I.Borges e revisão de Jamal al-Murb
quarta-feira 29 de Setembro de 2010
Ibn AL-Haddad al Misri disse: “Uma noite estrelada, eu fui ao túmulo de Ahmad Ibn Hanbal, que Allah lhe conceda sua generosidade. De longe, eu vi um homem em pé, dirigindo-se à Qibla. Sem que ele se desse conta, eu me aproximei. Ele era al-Husayn Ibn Mansūr al-Hallāj (m. 309h/922 d.C). Em lágrimas, (...)


Notas de Hasan al-Shadhili

tradução de Jamal al-Murb Gnosiya
sábado 18 de Setembro de 2010
Os escritos sufis são como lágrimas vertidas no oceano da Realidade. O caminho sufi é a ciência da realidade. O sufi busca conhecer a realidade da unidade divina (tawhid). O sufi é um amigo de Allah. Cinco adornos: amor, marifa (gnosis), (...)

Página de abertura do sítio | Contacto | Planta do sítio | | Estatísticas do sítio | Visitantes : 1638149

Acompanhar a actividade do sítio pt    ?


  Tél: Zaouïa Madaniyya en FRANCE
Paris: +33 6 77 83 52 99   Lyon: +33 6 95 42 30 93
Grenoble: +33 6 63 12 78 30   Le Havre +33 6 13 95 21 24
Tél: Zaouïa Madaniyya en TUNISIE:
Tunis: +216 22 55 74 30

Creative Commons License

الزوار المتصلون حالياً: 7